CORRIDAS DE ALTO IMPACTO AUMENTAM O APRENDIZADO.

 Young man running Já está comprovado na literatura científica que exercícios físicos reduzem o risco de doenças cardíacas, de Diabetes tipo II e de alguns tipos de câncer. Entretanto, alguns estudos mostram que os exercícios também influenciam nas capacidades cognitivas. Há evidências de que as atividades físicas fortalecem a saúde cerebral em todas as fases da vida. Um estudo feito na Alemanha avaliou o desempenho de aprendizado em 27 indivíduos saudáveis que foram divididos em três grupos: 1 – Grupo Controle: os indivíduos permaneceram 15 minutos em relaxamento. 2 – Grupo Moderado: os indivíduos fizeram 40 minutos de corrida de baixo impacto e a zona de treinamento individual foi determinada pelo teste de aptidão física inicial, garantindo que os níveis de lactato se mantivessem em condição aeróbia, abaixo de 2 mmol/l. 3 – Grupo Intenso: Os indivíduos fizeram 2 sprints de 3 minutos cada um, separados por 2 minutos de recuperação. Cada sprint começou com 8 km/h, crescendo 2 km/h a cada 10 segundos até a exaustão. Nessa condição anaeróbia, os níveis de lactato foram maiores que 10 mmol/l. Verificou-se a velocidade de aprendizagem na aquisição de um novo vocabulário, ou seja, os voluntários deveriam aprender novas palavras de uma língua artificial de imediato (1 semana) e a longo prazo (> 8 meses). O estudo comprovou que os voluntários que participaram do Grupo Intenso passaram a aprender 20% mais rápido em testes cognitivos complexos. Isso aconteceu porque esse tipo de exercício fez aumentar os fatores de crescimento cerebral e o nível de neurotransmissores, estimulando novas conexões. figura high impact running Para melhorar o cérebro, os exercícios aeróbicos são os ideais. Pessoas sedentárias ou com baixo condicionamento físico: Os exercícios com intensidade moderada são os mais recomendados nessa população. Outro estudo feito na University of Illinois, comprovou que caminhar 40 minutos por semana durante 6 meses aumenta o volume do hipocampo, área do cérebro ligada à memória e que geralmente encolhe em adultos idosos. Pessoas com um bom condicionamento físico: Estudos mostram que exercícios intervalados de alta intensidade feitos uma ou duas vezes por semana podem melhorar o aprendizado.

Texto: Profa. Msd. Esp.PAULA CAVALCANTE.

Contato no e-mail: paulaacavalcante@gmail.com

Referências: 1 – Winter B. et. al, High impact running improves learning. Neurobiol Learn Mem. 2007 May; 87(4):597-609. Epub 2006 Dec 20. 2 – Colcombe S.J. et. al. Aerobic exercise training increases brain volume in aging humans. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2006 Nov;61(11):1166-70.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s